Qual a lâmpada ideal para sala de estar?

A iluminação é bastante importante para a compor um cômodo agradável

1.323 Visualizações

Mas, infelizmente, nem sempre é prioridade para quem está decorando ou redecorando seu lar. Para criar uma boa iluminação, é preciso ter em mente vários aspectos, inclusive qual a lâmpada ideal.

Por isso, neste post, vamos indicar como escolher a lâmpada ideal para a sala de estar, bem como outras dicas para criar uma boa iluminação para este ambiente.

Acompanhe e boa leitura!

Como escolher a lâmpada ideal para a sala de estar?

As lâmpadas incandescentes comuns eram bastante utilizadas até pouco tempo atrás. contudo, muitas delas não cumpriam o mínimo de eficiência energética exigidas pelo INMETRO, e passaram a ser retiradas do mercado a partir de 2010. Ainda assim, elas estão presentes em algumas residências. Se for o seu caso, é indicado trocá-las, pois o consumo de energia reduzirá muito com outros tipos de lâmpada.

Dentro das alternativas que existem atualmente, a lâmpada de LED é a que possui melhor custo-benefício. Afinal, ela dura anos e não pesa na conta de luz. Por ser versátil, o LED também é utilizado em outros produtos de iluminação, como fitas, refletores e spots.

Lâmpadas de LED possuem variação de cor que depende de sua temperatura: as de 2700K são mais amareladas. As de 4000K são mais neutras. Já as de 6000K possuem um tom esbranquiçado mais forte.

Caso for substituir as lâmpadas incandescentes e quiser que sua sala fique com um aspecto amarelado, que é mais confortável, compre lâmpadas que emitem luz amarela, ou seja, com temperatura de cor de 2700K ou de 3000K. São as lâmpadas conhecidas por serem de cor quente.

Se quiser uma sala mais moderna e estimulante ou preferir ambientes mais brilhantes e clean, utilize as lâmpadas com 6000K, que possuem um brilho branco forte e mais puro, quase azul, bastante intenso. Sua sala ficará mais clara e iluminada, porém não ficará mais relaxante em comparação com luzes mais amarelas.

Já as lâmpadas fluorescentes são bastante econômicas e duram mais, têm versões com luz amarela e luz branca, e conseguem criar vários pontos de iluminação diferentes.

Leia mais: Saiba como calcular a metragem de pisos e revestimentos

Dicas para criar uma boa iluminação em sua sala de estar

1. Use diferentes tipos de luminárias

Se você já tiver uma definição do tipo de iluminação que quer para sua sala, lance mão de usar e abusar de contrastes na sua iluminação, utilizando diferentes tipos de luminárias. Além de criar um efeito de “preenchimento” do ambiente, elas também servem como elementos decorativos. Veja algumas alternativas:

  • Arandelas: ficam lindas em paredes com quadros ou em cantos de luz mais baixa, para relaxamento. Com lâmpadas amarelas, conseguem criar uma atmosfera íntima.
  • Luminárias de chão: são elementos decorativos que recebem bastante atenção. As mais altas, com base de tripé, deixam o cômodo descolado.
  • Lustres: são os astros principais da sala de estar. Servem como iluminação direta e dão um impacto elegante e sofisticado.
  • Pendentes: destacam a luz principal do ambiente. São indicadas para mesas de jantar e cantos de leitura.
  • Spots: são pequenos pontos de luz embutidos no teto. São responsáveis por uma iluminação mais intimista, indicados para um clima mais confortável e romântico.
  • Trilhos com spots direcionáveis: boa alternativa para espaços compartilhados e pequenos, pois podem ser direcionados para onde quiser. Funcionais e práticos.

2. As cores das paredes e das lâmpadas se influenciam

Ambientes claros e bem iluminados geram sensação de amplitude. Já as paredes mais escuras absorvem mais luz. Se quiser usá-las, invista em lâmpadas fortes e em luminárias maiores, garantindo que o cômodo fique todo iluminado.

A cor da lâmpada também vai influenciar na cor das paredes. Se uma parede azul for iluminada por uma lâmpada amarela, o efeito será de uma parede verde, e sua sala pode ficar um pouco diferente do que você quer. Assim, estude os efeitos de cada luz em diferentes cores.

3. Crie um canto de leitura

Um canto de leitura é uma forma de criar um efeito de iluminação diferente em um ponto da sala de estar. Pode-se utilizar abajures em uma mesa de apoio para criar pontos de iluminação indireta ali e dar destaque ao canto de leitura.

Usar luminárias de piso pode trazer um efeito decorativo a esse ponto. Antes de escolher como iluminá-lo, cheque se o tipo de luminária está alinhado ao espaço como um todo.

Leia mais: Qual aquecedor gasta menos energia?

4. Crie uma iluminação funcional

Em geral, a sala é o maior cômodo da casa e também o mais utilizado, já que é nela que assistimos à TV, lemos, recebemos pessoas e nos unimos à família para conversar. A depender do lar, o mesmo espaço é sala de estar e jantar, ou tem um canto de home office. Assim, a iluminação precisa atender a todas essas atividades.

Por isso, uma luz que possa ser controlada, com diferentes graus de intensidade, é uma boa alternativa para momentos de sessão de cinema, por exemplo. Lembre-se que intensidades mais fracas são mais aconchegantes, e intensidades maiores são mais estimulantes.

No caso da sessão de cinema, é indicado ter perto do móvel ou painel da TV uma luz auxiliar, como um abajur ou spot. Dê preferência a uma luz mais amarelada, que não ofusque a tela.

Na mesa de jantar ou no canto da leitura, a iluminação deve ser mais forte. A dica é escolher luminárias ou pendentes com lâmpada em tom mais branco.

5. Destaque elementos

Além de ser funcional, a luz pode contribuir para decorar. Assim, se há elementos aos quais você quer dar destaque, como fotos ou quadros na parede, utilize focos de luz em cima deles para atrair a atenção. Uma dica sofisticada é embutir spots em móveis para evidenciar esculturas, ou uma coleção de bebidas dentro de uma estante.

Outra ideia é usar fitas de LED para destacar elementos da decoração. Elas podem ser usadas rente a aparadores ou prateleiras se a intenção for valorizar os objetos nesses móveis. Utilizá-las junto a espelhos também é uma boa opção.

6. Dimerize

Tanto em salas de estar quanto em home theater pode-se criar um cenário diferente de iluminação com o uso de dimmer, que é um acessório que possibilita a regulação da intensidade das lâmpadas.

Nestes espaços, o dimmer é funcional por deixá-los com a luz ideal para não refletir na tela, o que pode comprometer a nitidez da imagem quando se está assistindo à TV. Não se esqueça de que não é qualquer lâmpada que pode ser dimerizada: é preciso verificar na embalagem se o produto suporta as regulagens.

Já que você está buscando saber qual a lâmpada ideal para sala de estar, conheça o Balaroti. Aqui você encontra diversos tipos de aquecedores e com certeza achará o ideal para o seu imóvel. Boa reforma e mãos à obra!

SAIBA MAIS

👉 Qual aquecedor gasta menos energia?
👉 Pisos para cozinha: conheça os materiais mais indicados
👉 Tipos de tijolos para construção

Nos acompanhe nas redes sociais: curta a nossa página no Facebook, nos siga no Instagram, e se inscreva no nosso Youtube.